Resenha - A Viagem do Tigre, Colleen Houck



A Viagem do TigrePerigo. Desolação. Escolhas. A eternidade é tempo demais para esperar pelo verdadeiro amor? Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores. Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia.
No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustrar seus objetivos.

Antes de mais nada, aviso que a resenha pode contar alguns spoilers, tentarei deixá-los de fora, mas sabe como é, as vezes um ou outro escapam ;)

Coração partido é pouco para Kelsey, ela está realmente devastada ao descobrir que seu amado Ren não se lembra dela. Depois de resgatá-lo das mãos de Lokesh o príncipe tigre, não faz mais a mínima ideia de quem ela seja, e também não se lembra de seus sentimentos pela garota, e ainda por cima, tocar nela lhe causa uma dor terrível.

Mesmo assim, eles decidem tentar ser amigos, e quem sabe com o tempo tentar avançar nessa relação. Enquanto isso Kelsey e o Sr. Kadam decifram mais uma profecia, que dessa vez os levará ao mar aberto, em busca do Colar de Pérolas Negras de Durga, o próximo item que precisam para quebrar a maldição dos irmãos. Para consegui-lo eles terão de enfrentar ainda mais perigosos, como dragões...

Ao mesmo tempo que Kelsey tenta manter sua relação com Ren, ela também se aproxima mais de Kishan, o irmão dele. Ou seja, os sentimentos da garota estão mais confusos do que nunca, e depois de uma discussão com Ren, que ao que parece põe um fim na relação deles, ela decide dar uma chance a Kishan.

Ok vamos lá! No que diz respeito as aventuras vividas pelo trio, creio que a autora não deixa a desejar, o livro é cheio de momentos de adrenalina, perigos, tudo o que há de melhor em uma historia de aventura, oq eu me deixou meio frustrada (de novo!) foi a relação Ren/Kelsey/Kishan, disse isso na resenha de A Viagem do Tigre (aqui) e repito: Na minha humilde opinião, o triângulo é dispensável para a trama, é tanta coisa acontecendo com o Ren e a Kelsey que sinto que o triângulo amoroso só está presente para enrolar ainda mais a historia.

Nesse terceiro livro, Kishan está um verdadeiro príncipe (dã) enquanto que Ren acabava se tornando meio chato, sério, ele dispensa a menina e depois faz o maior escândalo pelo fato dela ter cortado o cabelo, sério mesmo Ren, tu perdeu pontos com esses seus pitis egoístas e essa personalidade mandona, você pode até amar a garota, mas NÃO MANDA NELA! Argh gente, odeio homem que acha que pode mandar na namorada/noiva/mulher, sério mesmo!!!

Enfim, achei o terceiro livro relativamente melhor que o segundo (pontos pra Colleen) embora, como eu disse essa questão da Kelsey não saber com quem ficar e blá blá blá, tenha sido bem enfadonha, na verdade o que me irrita é que ficam martelando naquela coisa de a Kelsey TEM que ficar com um dos dois, aí eu pergunto: Por que? Por que ela não pode simplesmente, não escolher um deles? Tá, o que me irrita, de verdade nem é o fato dela ficar com um dos dois (embora isso irrite) mas, sim o fato de que ela tem de fazer isso imediatamente, é tipo: ‘Ah, se eu não posso ficar com o Ren, então eu fico com o Kishan’ e tipo, não sei para vocês mais isso me deixa....ARGH IRRITADA, FRUSTRADA...e outros ‘adas’ u.u

Ok! Ok! Chega de reclamações, o livro é bom sim, a historia continua incrívelmente incrível, então sim, eu super/master/blaster recomendo é óbvio ;)

“-Arrepender-se é se decepcionar consigo mesma e com suas escolhas. Os sábios veem a vida como um caminho de pedras que cruza um grande rio. Todo mundo deixa passar uma pedra de vez em quando. Ninguém é capaz de atravessar o rio sem se molhar. O sucesso é medido pela chegada ao outro lado, não pela lama nos seus sapatos. As pessoas que se arrependem são aquelas que não compreendem a razão da vida. Elas ficam tão desiludidas que param no meio do rio e não dão o próximo passo.” Página 172.

Título Original: Tiger’s Voyage
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro 








Virginiana. Bookaholic. Grifinoria. Narniana. Esmaltólotra. Chocólotra. Desastrada. Teimosa. Preguiçosa. Futura Arquivista. Sonhadora. Irônica da língua bem afiada. Em sua cabeça cria as mais inusitadas história e situações.  Twitter| Facebook| Skoob

4 comentários:

Clara Beatriz disse...

O triângulo amoroso desse livro é irritante mesmo. Tô esperando chegar em parceria com a Arqueiro.
maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

Liny Miller disse...

Amei o blog,tudo lindo por aqui!!!
Bjus

Taly disse...

Clara! O triângulo do livro é muuuuito irritante ¬¬ mas, a historia em si me conquistou demais!!

Liny! Own sua fofa, muito obrigada!!

Raphaela disse...

Taly,

isso de reclamar da Kelsey eu li em todas as resenhas que eu li, falando do mimimi do Ren que também me irritou. Também acho que seria dispensável esse triângulo, mas como é para vender, tem que colocar o romance meloso.

Eu tentei me focar mais na parte da maldição, que é muito, muito, muito rica.

Beijos,

 
Design geral de: Rachel Lima | C�digos de Giovana Joris
|