Resenha - Pandemônio, Lauren Oliver


Pandemônio Dividida entre o passado — Alex, a luta pela sobrevivência na Selva — e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena Haloway terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor sem, porém, se transformar em um zumbi: modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções, as faíscas da revolta pouco a pouco incendeiam a sociedade, vindas de todos os lugares… inclusive de dentro.
Lena Haloway não existe mais, o passado não existe mais. Só existe o agora, somente a vida na selva importa, e o que você faz para sobreviver nela! Após sua fuga (na qual Alex ficou para trás) Lena chega à selva, um lugar extremamente perigoso. Perdida, ferida e a beira da morte Lena não se importa mais, Alex se foi e a única coisa que ela quer é paz.

Após ser salva por Graúna, Lena terá que aprender a sobreviver na Selva. Com comida escassa, roupas velhas e tendo de reaproveitar tudo o que encontra pela frente a realidade de Lena é bem diferente de antes.

O livro se divide entre 'antes' e 'agora' o 'antes' conta a luta de Lena para sobreviver na Selva e o 'agora' nos mostra uma nova Lena infiltrada na sociedade de Nova York, vivendo como uma curada (mesmo não estando). Lena está numa missão junto com Graúna e Prego.

Em uma manifestação em prol da ASD (America Sem Delira) Lena tem de ficar de olho em Julian, filho do presidente da ASD e principal símbolo da 'causa'. Mas, as coisas não dão muito certo, a manifestação vira um caos e Lena e Julian acabam sendo sequestrados, agora cabe a Lena proteger Julian e tentar escapar.

Pandemônio começa exatamente onde terminou Delírio, e a escrita da autora continua com aquele tom poético do primeiro livro. Em Pandemônio vemos o nascimento de uma nova Lena, uma Lena forte e guerreira, mas sem deixar os questionamento que tinha antes de tudo acontecer. Vale ressaltar que apesar da narrativa poética, Lauren Oliver apostou em bastante cenas de ação.

O livro me agradou, mas nem tanto quanto o primeiro não que seja ruim, longe disso, eu só achei que a minha leitura demorou um pouco pra engrenar e alguns acontecimentos finais do livro me deixaram com um certo receio do que está por vir.

A verdade é que não sei o que a autora aprontou no final me agradou ou não, por um lado sim, porque eu me desejava que aquilo acontecesse, mas por outro... tenho receio de que o terceiro livro se torne muito clichê.

Enfim, recomendo que leiam e tirem suas próprias conclusões, a história está muito boa e vale a pena conferir, só não foi 5 estrelas por causa do final que me deixou indecisa haha.

"Não respondo. Em um mundo sem nenhum amor, é isto que as pessoas são umas para as outras: valores, benefícios e encargos, nada além de números e dados. Nós pensamos, quantificamos, medimos, e a alma é esmagada até virar pó". Página 117

Título original: Pandemonium
Autora: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca 



3 comentários:

Clara Beatriz disse...

Bem, eu gostei de "Delírio", mas achei um livro muito "introdução". Espero que esse segundo tenha mais aquela ação, aquele mistério, aquele tom "revolução" de distopias, ou não tem graça.

@mmundodetinta
maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

Iana F. disse...

Comecei a ler Delírio, mas abandonei. Acho que como eu estava lendo em e-book eu não consegui continuar. Mas espero retornar a leitura algum dia, já que amo esses tipos de livros.
Adorei a resenha!

Beijos
utopiaincessante.blogspot.com

Hangover at 16 (contato) disse...

Como não li Delírio ainda, não compreendi grande parte da resenha :/ mas como você disse que vale a pena conferir a história desse, com certeza quando tiver a oportunidade, lerei o primeiro!

xx Carol
http://hangoverat16.blogspot.com.br/

 
Design geral de: Rachel Lima | C�digos de Giovana Joris
|