Resenha - Never Sky Sob o Céu do Nunca, Veronica Rossi


Sob O Céu do NuncaDesde que fora forçada a viver entre os Selvagens, Ária sobreviveu a uma tempestade de Éter, quase teve o pescoço cortado por um canibal, e viu homens sendo trucidados. Mas o pior ainda estava por vir... Banida de seu lar, a cidade encapsulada de Quimera, Ária sabe que suas chances de sobrevivência no mundo além das paredes dos núcleos são ínfimas. Se os canibais não a matarem, as violentas tempestades elétricas certamente o farão. Até mesmo o ar que ela respira pode ser letal. Quando Ária se depara com Perry, o Forasteiro responsável por seu exílio, todos os seus medos são confirmados: ele é um bárbaro violento. É também sua única chance de continuar viva.
Perry é um exímio caçador, em um território impiedoso, e vê Ária como uma menina mimada e frágil – tudo o que se poderia esperar de uma Ocupante. Mas ele também precisa da ajuda dela, somente Ária tem a chave de sua redenção. Opostos em praticamente tudo, Ária e Perry precisam tolerar a existência um do outro para alcançar seus objetivos. A aliança pouco provável entre os dois acabará por forjar uma ligação que selará o destino de todos os que vivem sob o céu do nunca.
Ária tem uma vida perfeita vivendo em Quimera, uma cidade encapsulada, onde a alta tecnologia garante uma vida sem nenhum risco. Até que ela e um grupo de amigos quebram as regras. É aí que a vida de Ária vira de cabeça para baixo, ela é expulsa de Quimera e jogada ao mundo real, onde as tempestades de Éter devastam tudo o que esteja exposto.

Completamente perdida, e temendo uma morte horrível Ária encontra com Perry, um Forasteiro, um Selvagem que já havia salvado sua vida antes. Mas, as coisas entre eles não são nada boas, ele é um bárbaro e ela uma garota mimada que não sabe nada do mundo real, porém eles sabem que precisam um do outro.

Never Sky é uma distopia, escrita pela carioca Veronica Rossi. No livro a autora descreve uma Terra devastada pelo Éter, por um lado as pessoas fazem do impossível para sobreviver, enquanto que as pessoas que vivem em Quimera, tem uma vida boa, sem doenças, fome ou qualquer perigo.

Uma das coisas que mais gostei foi a evolução da personagem principal, Ária vai gradualmente passando de uma garota mimada e alienada à uma sobrevivente, uma heroína que descobre seu caminho em meio ao caos na qual é jogada.

E Perry, ah Perry...esqueçam os bons mocinhos, esqueçam os bad boys que tentam passar uma imagem de "fodão" e conhecem Perry, ele é bruto, selvagem e rude, mas que sabe ser sensível, romântico e bem...perfeito. A química entre ele e Ária é perigosa, eles vivem trocando farpas e sempre que eles estão juntos saí faíscas...

Enfim, o livro é maravilhoso. Confesso que eu demorei um pouco para engatar na leitura, tinha a impressão que de seria um livro mediano, mas não, as coisas começam a melhorar e melhorar e fica muito bom!!

"- As nuvens se dissipam? – Perguntou ela.
- Completamente? Não. Nunca
- E quanto ao Éter? Ele some em algum momento?
- Nunca, Tatu. O Éter nunca some.
Ela olhou pra cima.
- Um mundo de nuncas sob o céu do nunca." 
Página 116

Título original: Under the Never Sky
Autora: Veronica Rossi
Editora: Prumo

5 comentários:

Andressa Nunes disse...

Li bons comentários sobre o livro e pelo que li na resenha, minhas expectativas aumentaram, pois achei o enredo cativante.

Moniiqueta disse...

Desde que lançou o livro aqui no Brasil estou ansiosa por ele... Já tinha ouvido falar muito dele antes de chegar ao Brasil e fiquei super Feliz com sua publicação.. A capa é linda.. a autora é BRASILEIRA mesmo não tendo seu trabalho iniciado aqui.. Obrigada pela resenha ;)

Patty Pereira disse...

nossa, se o livro for tão bom quanto a resenha, vai valer a pena ler. Eu gosto de distopias e o enredo deste livro me atraiu. Tenho certeza de que Aria vai me irritar bastante detesto garotas mimadas!

Cristiane de oliveira disse...

Não gosto de livros que começam meio lento mas estou doida pra ler Never Sky e estou muito surpresa de ser de uma brasileira , agora fiquei mais curiosa ainda por que gostei muito do enredo, a capa é linda.

Cristiane de oliveira disse...

Não gosto de livros que começam meio lento mas estou doida pra ler Never Sky e estou muito surpresa de ser de uma brasileira , agora fiquei mais curiosa ainda por que gostei muito do enredo, a capa é linda.

 
Design geral de: Rachel Lima | C�digos de Giovana Joris
|