Resenha - Predestinados, Josephine Angelini

Por Talita Helen


Resenha
Predestinados

PredestinadosHelen Hamilton passou a vida inteira tentando disfarçar o fato de que é uma garota diferente, mas agora, aos dezesseis anos, isso está cada vez mais difícil. Não apenas por causa de sua força sobre-humana ou porque às vezes, sem motivo aparente, pessoas estranhas simplesmente a atacam, mas também porque ela teme que seu juízo esteja seriamente comprometido. Pesadelos recorrentes com uma estranha viagem pelo deserto e a visão de três mulheres derramando lágrimas de sangue a tem atormentado noite e dia. Ao mesmo tempo, um impulso inexplicável, incontrolável, passa a dominar seus pensamentos: Helen quer matar Lucas, um dos rapazes da glamorosa e misteriosa família Delos. À medida que descobre mais sobre sua verdadeira origem, ela percebe que a relação dos dois está submetida não só à sua vontade, mas a forças e tradições ancestrais.

  Helen Hamilton é um garota de 16 anos aparentemente normal, ela mora em uma ilha com seu pai, vai à escola e tem uma melhor amiga com quem divide todos seus segredos. Helen é extremamente tímida e quando faz algo que chama a atenção de alguém sente dores insuportáveis, além do fato de ser extremamente forte e rápida.

  Quando a família Delos muda-se para a ilha em que Helen vive, seus piores pesadelos começam, toda noite ela sonha que está vagando por um deserto, ela acorda com os pés sujos e morrendo de  sede, e quando vê Lucas pela primeira vez na frente de toda a escola, seu instinto é o de matá-lo, três velhas mulheres, que choram sangue sussurram em seus ouvidos que ela deve matar Lucas, é sua missão.

  Em meio a tanto ódio e confusão, Helen descobre que suas habilidades são muito mais do que ela imagina, Helen é na verdade uma semideusa e seus sentimentos pela família Delos vem de uma história milenar carregada de ódio e brigas.

  Embora muita gente não tenha gostado do livro, eu gostei. Sim, ele é carregado de clichês e ‘mais do mesmo’ é aquela coisa, uma garota bonita com baixa estima, tímida para caramba, um garoto lindo, ric e poderoso e blá blá blá, mas e daí? É tudo o que a gente gosta certo? Pelo menos para mim é haha...

  Bom, tirando todas as mesmices que citei acima o livro é bem legal confesso que devorei a história, e sim me apaixonei por Lucas Delos, e seus primos Jason e Hector (a família dele é grande, composta pelos pais, tio, uma tia, a irmã, e dois primos e uma prima, todos adoráveis, amáveis e outros ‘áveis’ #Twilightfeelings menos o tio, que é chatinho hihih) e tambem gostei da história, essa coisa dos semideuses pertencerem a uma ‘casa’ e estarem fadados a se odiarem...pra quem não sabe o livro é inspirado em Ilíada de Homero (que eu ainda não li #shameonme) então o principal foco quando se trata da mitologia grega presente no livro é a Guerra de Tróia.

  O que me irritou um pouco do livro foi que em algumas partes ele me lembrou outras histórias (Crepúsculo por exemplo)  e as vezes a Helen simplesmente não toma uma atitude e acaba deixando outras pessoas resolverem a vida dela (lembra todas as vezes que o Edward resolvia o que a Bella ia fazer da vida? Se ela ia fugir, se ela teria ‘babás’ cuidando dela e tals, então...) embora o Lucas seja bem menos egoísta, tipo ele aceita ‘negociar’ com Helen, entendem? Não, tudo bem, sei que já estou deixando todo mundo confuso...

  Enfim, os personagens são muito bem estruturados, embora a Helen tenha me irritado com toda aquela coisa de ‘querer abrir um buraco no chão e não sair de lá nunca mais’. Eu recomendo o livro, e não vejo a hora de ler a continuação, por que só pra variar quando você pensa que as coisas vão se ajeitar BUUUM começa o caos....

“Isso era semelhante. De novo, estava se dando conta de que havia muitas formas diferentes de experimentar o mundo à sua volta. Agora ainda estava ciente da existência de milhões de celulas, mas também conseguia sentir algo novo. Ela se sentia caindo na direção de algo muito, muito grande e sabia que tinha outro sentido que podia impedir a queda.”  Página 151

Título Original: Starcrossed
Autora: Josephine Angelini
Editora: Intrínseca






Virginiana. Bookaholic. Grifinoria. Narniana. Esmaltólotra. Chocólotra. Desastrada. Teimosa. Preguiçosa. Futura Arquivista. Sonhadora. Irônica da língua bem afiada. Em sua cabeça cria as mais inusitadas história e situações.  Twitter| Facebook| Skoob

1 comentários:

Janine Stecanella disse...

Oi Taly! Tudo bem?
Eu gosto da mitologia e o livro me chama atenção por esse ponto! Já li algumas resenhas mas em nenhuma outra lembro de ter visto algo sobre a família! Livros com vários personagens são mais dinâmicos e se você não gostar dos protagonistas, pode se apaixonar por um secundário! Certamente vou ler quando tiver oportunidade!


Beijo!
>> Nine
"Estante da Nine"

 
Design geral de: Rachel Lima | C�digos de Giovana Joris
|