Resenha - Prodigy, Marie Lu


Prodigy por Marie Lu

ProdigyOs opostos perto do caos. Depois que um cataclismo atingiu o planeta Terra, extinguindo continentes inteiros, os Estados Unidos se dividiram em duas nações em guerra: a República da América, a oeste, e as Colônias, formadas pelo que restou da costa leste da América do Norte. June e Day, a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República, já estiveram em lados opostos uma vez.
Agora eles têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações. Resta saber se estão preparados para pagar o preço que as transformações exigirão deles.
June e Day estão em fuga, ao descobrir que na verdade Day não é o culpado pela morte de Metias, June decide que não pode confiar na República, então junto ao "criminoso" mais procurado do país ela decide fugir. 

E é nesse momento bem tenso, já que Day está ferido e precisa rapidamente de uma cirurgia, que eles se encontram com os Patriotas. Os Patriotas são um grupo que lutam contra os preceitos da República e agora com June e Day ao lado deles ficará ainda melhor colocar seus planos em prática.


Prodigy nos trás uma perspectiva maior da trama, enquanto que o primeiro livro nos apresenta os personagens e seus dilemas mais pessoais, o segundo mostra a guerra entre a República e as Colônias de uma forma mais ampla.

A partir do momento em que o leitor toma conhecimento dos planos dos Patriotas é que fica clara a amplitude da situação e como Day e June serão peças extremamente importantes para garantir o êxito dos Patriotas.


As coisas entre Day e June acabam se tornando um pouco complicadas, por um lado vemos Day completamente apaixonado pela garota e por outro ela, que sabe o quanto gosta dele, porém de forma confusa e não tão convicta. E isso acaba piorando quando eles são obrigados a se separar graças ao plano dos Patriotas. 



A narrativa assim como a do primeiro livro é dupla, cada capítulo sendo narrado ora por ele, ora por ela. Esse tipo de narrativa acaba dando um certo valor para a historia já que mostra pontos de vistas diferentes.

Volto a parabenizar a editora pela diagramação linda que eles dispensam a esses livros, a parte gráfica é maravilhosa e adicionam um toque a mais no "conjunto da obra".



“A simples lembrança do seu nome me faz respirar com dificuldade. Fico quase constrangido com minha reação. June e eu somos uma boa dupla? ‘Não’ é a primeira palavra que me vem à cabeça. Mesmo assim…”

Título Original: Prodigy
Autora: Marie Lu
Páginas: 304
Editora: Prumo
ISBN: 
9788579272905
Ano: 2013 



1 comentários:

Natália Alves disse...

Oi Talita!

Já li várias resenhas bem positivas sobre essa trilogia mas confesso que não tenho muita vontade de ler. Adorei a resenha :D

Beijo,
Naty.

 
Design geral de: Rachel Lima | C�digos de Giovana Joris
|